Quais são os principais tipos de cirurgia da coluna? | CTC-MS

Sempre que um paciente recebe um diagnóstico de cirurgia da coluna, muitas perguntas aparecem. São comuns as dúvidas sobre recuperação, cuidados pré-operatórios, sobre a necessidade da cirurgia e o procedimento em si.


Pensando responder algumas perguntas, reunimos aqui alguns tipos de respostas sobre a cirurgia da coluna. Confira:


Como classificar o procedimento cirúrgico

Podemos classificar a cirurgia da coluna a partir de sua finalidade em dois tipos:

  • procedimentos que buscam definir ou esclarecer um diagnóstico

  • procedimentos para corrigir ou amenizar doenças da coluna.


Procedimentos para diagnóstico

São procedimentos que buscam definir ou esclarecer a enfermidade de determinado paciente analisando aspectos específicos sobre a natureza dessa enfermidade. Entre estes estão:

  • bloqueios facetários diagnósticos;

  • bloqueios radiculares seletivos;

  • biópsias cirúrgicas das estruturas anatômicas da coluna vertebral, como disco invertebral, ou de anormalidades estruturais, como coleções, abcessos ou tumores.

Procedimentos terapêuticos

São procedimentos que têm a finalidade de corrigir ou amenizar problemas que estejam relacionados com enfermidades que acometem a coluna vertebral. Entre os procedimento se encontram:


  • bloqueios farmacológicos terapêuticos (facetários, epidurais e radiculares seletivos);

  • rizotomias facetárias por radiofrequência;

  • implante de neuroestimuladores medulares;

  • implante de bombas de infusão intratecal de fármacos (para dor ou espasticidade);

  • vertebroplastias;

  • cifoplastias;

  • cirurgias endoscópicas;

  • cirurgias minimamente invasivas por via anterior ou posterior;

  • cirurgias convencionais.


Todos os procedimentos acima mencionados podem ser realizados por diversas finalidades muito específicas, dependendo da necessidade e da natureza clínica de cada paciente.


Quais são os tipos de cirurgia da coluna que existem?

Além de podermos classificar as cirurgias na coluna usando sua finalidade, podemos utilizar o procedimento em si como dividir o tratamento cirúrgico em duas categorias: cirurgias minimamente invasivas e os procedimentos convencionais.


O que é a cirurgia minimamente invasiva?

A cirurgia endoscópica da coluna trata-se de uma técnica minimamente invasiva, realizada sob anestesia local.


O procedimento cirúrgico é bem rápido e provoca o mínimo de sangramento e de dor pós-operatória.


O corte ou incisão cirúrgica é de apenas 8mm, e é realizado na região posterior ou lateral da coluna. Assim, o cirurgião pode retirar os fragmentos da hérnia ou realizar procedimentos de descompressão, com visão em alta definição das estruturas nervosas.


O procedimento em si tem duração de dez minutos a uma hora, de acordo com a especificidade de cada caso.


A reabilitação do paciente é rápida: após a realização da cirurgia endoscópica da coluna, o paciente é liberado no mesmo dia (cerca de quatro horas depois), podendo já retomar suas atividades cotidianas.


A taxa de infecção é baixa e as possibilidades de sucesso são altas. Além de todos os benefícios apresentados, vale ressaltar que o custo da endoscopia é inferior ao da cirurgia convencional, uma vez que não requer gastos com internação, anestesia e medicação, devido ao menor tempo cirúrgico.



Como são realizados os procedimentos convencionais?

Os procedimentos convencionais também são conhecidos como procedimentos cirúrgicos abertos. É uma cirurgia mais invasiva do que os procedimentos citados anteriormente.


Porém, assim como os procedimentos minimamente invasivos, a indicação desse tipo de cirurgia vai depender de uma análise completa e detalhada do prognóstico do paciente e seu estado clínico.


Quais são as diferenças entre cirurgia convencional e minimamente invasiva?

A grande diferença entre a cirurgia convencional e a endoscópica é que a endoscopia permite que o cirurgião visualize o local específico onde há o foco da doença.


Tanto o corte quanto a lesão muscular provocados pela cirurgia endoscópica são menores quando comparados aos da cirurgia convencional.


O sangramento decorrente da endoscopia também é muito inferior, e todos estes fatores permitem uma recuperação mais rápida do paciente


🏥 CTC-MS - Rua Cel. Cacildo Arantes, 543 - Chácara Cachoeira

⠀⠀⠀

Agende sua consulta com um de nossos médicos ortopedistas especialistas em coluna via WhatsApp 📲 (67) 99353-0839(67) 3015-3414.


👨‍⚕️ Médicos Especialistas em Coluna Vertebral⁣⁣:

Dr. Diogo B. Carvalho⁣⁣ | Dr. Eduardo M. Fasciolo⁣⁣ | Dr. Marcel M. Peres⁣⁣ | Dr. Ricardo M. Miranda


Diretor técnico: Dr. Diogo Barbosa de Carvalho | CRM MS 5424 | RQE 4074


Tratamentos

e cirurgia da

coluna vertebral

Agende sua consulta com um de nossos especialistas:

whatsapp-logo.png

Contato

Dúvida, sugestão ou crítica? Preencha o formulário ao lado e em breve responderemos.

Rua Cel. Cacildo Arantes, 543 Chácara Cachoeira

Campo Grande, MS

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

Inscreva-se para receber notícias sobre

a saúde da sua coluna:

CTC-MS | CNPJ 26.964.313/0001-53 | Campo Grande/MS | Feito por | Todos os direitos reservados​ © 2020

Diretor Técnico

Dr. Diogo B. de Carvalho

CRM MS 5424